demaree: alguns detalhes

Sobre Demaree e sua proposta para controlar a enxameação sem aumentar o efectivo escrevi várias vezes, por exemplo aqui e aqui.

Ontem voltei a utilizar a técnica na colónia da qual apresento as fotos.

Ontem, 10 de maio esta colónia foi sujeita à técnica Demaree.
Tendo encontrado mestreiros abertos decidi iniciar o controlo da enxameação com esta solução, por forma a não aumentar o meu efectivo.
Localizei a rainha no quadro que coloquei na posição 9. Todos os restantes espaços do ninho foram preenchidos com quadros com cera laminada.
Após os procedimentos tenho, no plano inferior, ninho com rainha confinada por grelha excluidora e, no plano superior, sobreninho com os restantes 9 quadros que transferi do ninho e mais um de cera laminada.

Hoje dia 11, passadas menos de 24 horas sobre este maneio, por volta das 12h30 — com 6 horas de trabalho já realizadas, porque cedo é que se anda melhor — decidi satisfazer uma curiosidade. Como estava o ninho? O que tinha ocorrido neste período de menos de 24 horas? As fotos que tirei falam por si.

O ninho hoje, passadas cerca de 22 horas sobre o procedimento.
O quadro 8, adjacente ao quadro onde encontrei a rainha ontem.
Os alvéolos foram puxados a cerca de 2/3 da altura e a rainha tinha lá iniciado a oviposição.
Detalhe da envolvente próxima.

2 comentários em “demaree: alguns detalhes”

  1. Desde já o meu obrigado pelo seu contributo pela apicultura o qual gosto de ler.Está a fazer com colmeias reversíveis ou lusitanas?

    1. Boa noite, Horácio! A colmeia desta publicação é Langstroth. Não tenho reversíveis. Também utilizo esta técnica em colmeias Lusitana. Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.