amicel: uma galénica diferente para veicular o amitraz

Diversos apicultores encontram nas familiares tiras de cartão impregnadas de Citraz ou Taktic (acaricidas com amitraz) misturado em vaselina ou óleo alimentares o plano A para controlar a varroose nas suas colónias. Alguns companheiros são bem sucedidos nesse intento de controlar a varroose com estas soluções caseiras, outros não.

Como habitual, o meu plano A passa pela utilização dos medicamentos homologados. Não tendo re-confirmado a eficácia de anos anteriores com a utilização do Apivar, que veicula o amitraz (500 mg por tira) por intermédio das conhecidas tiras de material plástico (ver aqui), este ano vou optar pelo Amicel, um medicamento homologado que veicula o amitraz através de tiras de cartão (250 mg de amitraz por tira). Espero com esta galénica diferente obter melhores resultados nos tratamentos do próximo verão.

Ver aqui a bula do Amicel.

6 comentários em “amicel: uma galénica diferente para veicular o amitraz”

  1. Olá Eduardo!
    A utilização do Amicel que vai aplicar, vai substituir o Apivar ou complementa-o noutra altura do ano apícola?
    Abraço,

    1. Viva Octávio! A minha intenção é substituir o Apivar pelo Amicel no tratamento de verão, o tratamento que considero o mais importante para garantir abelhas de inverno saudáveis. Um abraço.

  2. Boa tarde Eduardo. No ano que passou eu fiz o tratamento com amicel. Notei nas minhas colmeias em especial na segunda colocação de tiras, muitas abelhas mortas, aconselho escorrer muito bem as tiras. É um tratamento muito forte.

    1. Olá Dino! Obrigado pela recomendação. A técnica da nossa Associação fez-me também esta recomendação, colocar as tiras depois de as ter deixado cerca de um dia a escorrer. Abraço.

      1. Boa tarde Eduardo.
        Alerto para a elevada mortalidade de abelhas. Uso somente após as crestas. Julgo que é uma boa opção para esse momento. Início e fim de ano continuo a preferir o Apivar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.