vespa velutina: módulo protector de alvado

Deixo em baixo o vídeo e a tradução de um texto informativo sobre o módulo protector de alvado ApiAvant, da empresa Serpa. A intenção é dar ideias a todos nós sobre certos pormenores e como todos eles poderão ser importantes para aumentar a eficácia deste tipo de protectores de alvado. O meu agradecimento ao José Sá que me chamou a tenção para ele.

“Este módulo de proteção foi testado por 3 anos pela empresa SERPA, empresa dedicada à erradicação da vespa velutina. É 100% compatível com colmeias Dadant e Langstroth (também transumância).

  1. Impede a entrada da vespa asiática na colmeia, e também impede a entrada de vespas, bombus terrestres (potenciais portadores de varroa) e outros insetos e animais, gerando um ambiente de segurança e não de intimidação (o enxame funciona com fluidez normal mesmo que a vespa asiática esteja voando no exterior).
  1. Permite uma grande aceleração da abelha ao sair e entrar na colmeia, enquanto a vespa asiática continua em voo flutuante estático do lado de fora. Nesta situação, é muito mais difícil para a vespa asiática caçar as abelhas.
    .
  2. Mimetismo: as cores e a forma de pintar o filtro frontal evitam que a vespa asiática veja a tempo de onde as abelhas saem, aumentando grandemente as possibilidades de as abelhas escaparem com sucesso.
  1. Efeito sónico: ao instalar o módulo, o efeito “caixa de ressonância” é criado, fazendo as vespas acreditarem que estão na frente de um grande enxame de abelhas e manter as vespas do lado de fora com um voo flutuante estático e ineficiente para a vespa (a vespa normalmente não se atreve a entrar no módulo por medo de ser atacada pelo que pensa ser um grande enxame de abelhas).
  1. Efeito térmico: o módulo exerce um efeito regulador da temperatura muito positivo para a colmeia, especialmente no outono e no inverno. No verão, os dois painéis laterais ajudam a ventilar e aclimatar o módulo (além da vibração exercida pelas abelhas que vai ajudar a baixar a temperatura do módulo e o efeito sónico como uma caixa de ressonância que espantará as vespas).
  1. Ajuda a prevenir a varroa: o módulo impede a entrada de bombus terrestre (considerado um potencial portador de varroa). Recomenda-se que o módulo seja deixado instalado até o início da primavera. No início da primavera, o módulo será desinstalado, pois é quando os zângãos devem sair para acasalar com a rainha (após o que ela será reinstalada em julho).
  1. As abelhas entram e saem com o pólen com total fluidez.”

Nota: a intenção desta publicação é unicamente informativa, nomeadamente pretendo realçar como certos detalhes poderão ter um efeito importante na eficácia global deste tipo de dispositivos protectores de alvado. Não tenho experiência para poder fazer uma avaliação do mesmo.

2 comentários em “vespa velutina: módulo protector de alvado”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.