diminuir a pressão das velutinas à entrada do alvado: os dados preliminares de um amigo apicultor

Depois desta publicação de fevereiro de 2020 alguns apicultores, eventualmente inspirados pelo seu conteúdo, começaram a ensaiar as muselière no nosso país (focinhos, em tradução literal).

O Sr. Anibal Caratão teve a amabilidade de me relatar os dados preliminares que observa assim como me enviou fotos destes dispositivos, que passarei a denominar “gaiola anti pressão”, segundo sugestão do André Gonçalo.

“Este tipo de gaiola está em experiência, tira um pouco a pressão, não obstante por aquilo que hoje observei a vespa entra até à rampa de voo agarra na abelha mas não consegue passar c/ela pela rede largando-a. Penso que não deve ser colocada com a vespa a pressionar para que as abelhas se adaptem a passar na rede com naturalidade” (Anibal Caratão).
“Esta gaiola que se acopla à colmeia com 2 garrafas na lateral que levam agua c/sabão ou detergente de louça, embora esta se encontre neste momento em experiências, dos dados preliminares que observo têm algum significado na pressão provocada pelas vespas. Têm ainda a função de captura das mesmas.” (Anibal Caratão)
“Este é o resultado ao fim de uma semana. Pela análise feita fico satisfeito com o resultado, embora me pareça que a colocação da mesma deve ser feito mais cedo na época, que não seja quando as abelhas já estão pressionadas pela velutina.” (Anibal Caratão)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.