o maneio das colmeias armazém ao longo da época: outono e inverno

A grande maioria das minhas colónias passa o outono-inverno confinada a uma só caixa (Langstroth ou Lusitana).

Apiário a 600 m durante o inverno de 2018-2019

Contudo algumas delas passam este período invernal com ninho e sobreninho nos apiários a 600m e 900m de altitude.

Colmeia armazém que passou o outono-inverno nesta configuração (foto 17.02.2020).

São colónias que saem muito fortes no final do verão e que destino à guarda, durante os meses seguintes, de quadros não crestados.

Quadros não crestados em 2019, armazenados nas colmeias armazém durante o inverno (foto 17.02.2020).

Estes quadros são de extrema utilidade, por ex., para repor as reservas das colónias que em fevereiro/março arrancaram muito bem, e que consumiram boa parte das seu stock de mel.

Colónia que, pela posição das tiras de Apivar, apresentava em fevereiro/março 8 quadros com criação e, naturalmente, as reservas em baixo.
Quadro com poucas reservas que foi substituído por outro com reservas mais abundantes (foto 27.02.2020).

Numa próxima publicação abordarei o maneio que habitualmente realizo durante os meses de arranque e crescimento linear da população de abelhas nos meus apiários (meses de fevereiro, março e abril).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.