com os dias a começaram cedo e a terminarem debaixo de um céu de fogo!

Nesta semana tenho repartido o tempo na realização de um conjunto variado de tarefas. Os dias têm começado cedo e têm terminado debaixo de um céu de fogo!

Com os dias a começaram cedo e a terminarem debaixo de um céu de fogo!
Introdução de um segundo lote de rainhas que me foram oferecidas pelo meu amigo David Marques.
Palmerização de núcleos para fortalecimento de colónias a transumar para o território do castanheiro.
Montagem de colmeias.
Preparação de quadros do ninho com cera laminada.
Limpeza do acesso a um apiário.
Limpeza do apiário para receber colónias num território de castanheiro e azinheira, em pleno Parque Natural da Serra da Estrela.
Transumância de pequena distância (cerca de 15 km e com ganhos de 300 m de desnível) que permite às colónias aproveitar as florações mais tardias do castanheiro e da silva.

4 comentários em “com os dias a começaram cedo e a terminarem debaixo de um céu de fogo!”

  1. Boa tarde, sou seguidor assíduo das suas publicações, as quais desde já elogio e agradeço, pois com as mesmas tenho aprendido bastante.
    No entanto queria deixar uma questão “Palmerização de núcleos”, perdoe-me a minha ignorância, mas em que consiste?

    Desde já agradeço e deixo votos de boa apicultura

    1. Boa tarde Renato. O termo vem de Palmer (Michael), o apicultor que tornou esta técnica (mais) conhecida. Basicamente consiste em retirar um ou dois quadros com criação desses núcleos, sem abelhas, e colocá-los em colónias orientadas para a produção de forma a fortalecer estas com um bom número de abelhas logo que emirjam. No núcleo coloco quadros com cera laminada desde que as abelhas ainda os puxem. Nos 2 apiários que tenho a 600 m já puxaram mais rapidamente a cera que nesta última semana (o fluxo de néctar está mais fraco). Estou a transumar estes núcleos para o apiário a 900 m, onde puxarão bem a cera nas próximas 3 semanas. Agradeço e retribuo as suas palavras simpáticas. Cumprimentos!

  2. É com muita satisfação e respeito que passei a seguir o seu blogue meu Caro Eduardo . Fiz durante muitos anos apicultura autodidata num total recato sem saber o que se passava no mundo da Apicultura . Tinha uma atividade profissional muito assoberbada e distante do meu apiário .Por isso tantas vezes paguei a fatura desse afastamento , mas devo dizer que, apesar disso ,as coisas correram bem na maior parte das vezes . A natureza também funciona por si só .

    Tudo isto para dizer que constato que é um apicultor sábio , meticuloso e dedicado , parabéns! diferencia-se assim do comum dos apicultores que por aqui pululam .
    Com o Eduardo quem quiser aprende !
    Um abraço
    Fernando José Bacalhau

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.