notas avulsas de um apiário

Ontem arrisquei carregar 10 meias alças que tinha crestado uns dia antes e rumar ao apiário onde convivem castanheiros e azinheiras. A esperança de ainda as encherem com a melada dos azinhos é pequena, mas suficiente para me ter motivado. Feita a inspecção às 16 colónias Langstroth em produção lá estacionadas, acabei por decidir colocar meias-alças em 5 colónias.

Contando as colónias onde coloquei as meias-alças.

É neste apiário que se encontra a colónia que passou pelo processo Demaree para controlar a enxameação — ver aqui e aqui. Ontem o seu sobreninho apresentava estes quadros:

Aproveitei a deslocação para iniciar o terceiro e último tratamento do ano nos núcleos presentes.

Procedi à recolha de abelhas adultas para efectuar o cálculo da taxa de infestação por varroa neste apiário.

Em casa e de acordo com os procedimentos descritos na publicação anterior encontrei 3 varroas numa amostra de cerca de 550 abelhas.

0,5 % de taxa de infestação de acordo com a amostra de abelhas recolhidas. Noto que as abelhas foram retiradas de duas colónias estabelecidas com mais de uma ano e de duas outras colónias novas onde foram introduzidas rainhas virgens em abril. Deste aspecto decorre um período de cerca de 12 dias sem postura, período durante o qual se interrompe a fase reprodutiva na população de varroas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.