aspectos do maneio à entrada do verão e algumas notas breves sobre dois casos

Um enxame de abelhas pode ser analisado a diversos níveis, os mais usuais são o nível do indivíduo e o nível do super-organismo. Como cada abelha per si não tem potencial de sobrevivência, uma boa parte das análises são feitas ao nível do enxame — super-organismo. O nível do enxame é também onde, como apicultor, me coloco na observação e maneio das minhas colónias.

Chega a altura este ano de tirar as grelhas de entrada das minhas colónias. Até cerca dos 28-30 ºC de temperatura máxima por norma deixo estar as grelhas. Sobre ventilação das colónias sei muito pouco, e creio que a ignorância é geral — é dos temas mais complexos da apicultura mobilista.
Sobre a ventilação superior tenho optado por esta solução na última meia-dúzia de anos. Tenho verificado que há colónias que propolizam o terço de abertura que fica, outras pouco propolizam, e outras deixam um pequeno buraco do tamanho de corpo de uma abelha no meio de uma massa de própolis. Que concluir desta diversidade comportamental? Para já apenas isso, que é diversa!
Colocação das redes de captura do própolis — o produto da colmeia mais nobre, ideia que cresceu em mim neste ano de Covid.
Verificação da quantidade de geleia de obreira disponibilizada às larvas.
Quadro com reservas, à esquerda — mel e pão de abelha —, substitui um quadro seco numa jovem colónia.
Com tanta abelha para nascer e tanta larva para nutrir este cuidado faz muito sentido para mim.
A colónia que foi sujeita à técnica Demaree, observada ontem à entrada do verão.
Mel no sobreninho da colónia submetida à técnica Demaree, muito provavelmente de Erica arborea. Falta ainda o fluxo do castanheiro e a melada da azinheira para se lhe juntar. O produto final é complexo e raro!
Compaticidade na postura de uma rainha de uma linha precoce. Este quadro foi transferido para uma colónia em produção. As linhas precoces desde já a produzirem mel, ainda que indirectamente!

Tratar de forma igual o que é igual, tratar de forma diferente o que é diferente, é um principio orientador no maneio que vou fazendo por estes dias, assim como também em outras épocas do ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.