enfrascando à porta do natal

Esta semana (3ª feira a domingo) tenho andado ocupado com trabalho nos apiários (tema para uma publicação em breve) e com a resposta aos pedidos dos meus clientes do retalho.

Em baixo fica o foto-filme de algumas das etapas do enfrascamento, desde a descristalização do mel, armazenado em potes de 50l, até à rotulagem.

Um dos potes onde armazenei o mel após a extracção.
Cerca de 4 meses e meio após a extracção o mel de montanha está cristalizado. Temperaturas ambiente entre os 5 e 15º C potenciaram a cristalização.
Um dos cordões descristalizadores utilizado, em banho maria para sua limpeza e posterior re-utilização.
Enfrascando o “montanhês”!
Frasco com rótulo e com precinto.
Três cores de rótulos para os 3 tipos de mel que o território paga pelo trabalho.

2 comentários em “enfrascando à porta do natal”

  1. Obrigado pela partilha. Os meus apiarios são em montanha e também tenho mel potes plásticos. Que tipo de descristalizador é esse? Pode enviar um link com o modelo ou parecido? Coloca esse cordão dentro do pote e vai descristalizando? Só conheço aqueles em metal mas esses deles derreter o plástico.

    1. Bom dia, Luís!
      Este tipo de descristalizador encontra-se em várias casa que comercializam equipamento apícola. Basicamente é uma resistência envolvida em silicone de tipo alimentar. Sim, coloco-o dentro do pote com mel a descristalizar. Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.