varroas mais resistentes ao amitraz no outono que na primavera?

Inside The Hive TV: entrevista ao Dr. Frank Rinkevich investigador de abelhas do USDA em Baton Rouge, em 27 de setembro de 2019.

Como apicultor que utiliza frequentemente o Apivar procuro com alguma frequência dados acerca do mesmo e acerca do amitraz, o princípio activo presente nestas tiras. Entre outros dados os que mais me importam para o meu maneio são o timing/altura para efectuar os tratamentos com apivar, sabendo que o mesmo é um acaricida de libertação lenta, que deve permanecer nas colmeias entre 10 a 12 semanas e que perde grande parte da sua eficácia quando a taxa de infestação ultrapassa os 3%.

Neste vídeo confirmo que os casos estudados de resistência dos ácaros ao amitraz continua a ser pontual, talvez porque o amitraz actua ao nível de vários receptores nervosos e não apenas um e talvez porque o amitraz contamina pouco as cera (é não-lipofílico), ao contrário do que se verifica com outros acaricidas sintéticos.

Contudo o que achei mais surpreendente neste vídeo foi o que o investigador Frank Rinkevich refere a partir do minuto 22 e 35 segundos na resposta à questão: os ácaros são mais ou menos resistentes em diferentes meses do ano?

Os dados recolhidos e apresentados indicam que os ácaros testados nos meses de outubro e novembro de 2018 são menos susceptíveis/sensíveis, isto é são mais resistentes ao amitraz que os ácaros recolhidos no mesmo apiário (Baton Rouge) nos meses de abril e maio do ano seguinte. Dados de grande interesse na minha opinião que merecem ser revisitados através de mais investigação.

Confirmando-se os resultados será interessante, seguidamente, procurar esclarecer as razões para tal acontecer com o amitraz e sobretudo verificar se o mesmo fenómeno se verifica com outros acaricidas. Aos meus olhos o que se vier a concluir será de extrema importância para as decisões de maneio que todos temos de tomar para manter as nossas colónias vivas e, o mais possível, saudáveis.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.