interrupção artificial da postura da rainha para aumentar a eficácia do tratamento da varroose: que eficácia?

Há cerca de um ano atrás escrevia nesta publicação: “

“Todos nós sabemos que a existência de criação operculada nas colónias diminui a eficácia dos tratamentos contra a varroose, em particular a eficácia dos tratamentos “flash” ou de curta duração. Por exemplo, os tratamentos com ácido oxálico, na forma gotejada ou sublimada, são muito eficazes quando a colónia não apresenta criação fechada, contudo essa eficácia fica seriamente comprometida quando ela está presente. 

Algumas técnicas apícolas, ao alcance de todos, permitem promover a interrupção, total ou parcial, da postura. Em baixo deixo a descrição de uma destas técnicas, a partir de uma proposta de Randy Oliver: 

  • Dia 1: Com recurso a quadros confinadores de rainha*, confinar a rainha a um quadro normal, que servirá de “quadro armadilha para o varroa”;
  • Dia 14: Solte a rainha;
  • Dia 21: Remover o “quadro armadilha para o varroa” e gotejar (ou sublimar) com ácido oxálico as abelhas da colónia.”
* Exemplar de um quadro confinador de rainha, fabricado por Randy Oliver.

Esta técnica foi amplamente investigada por Ralph Büchler e colegas, durante duas épocas apícolas, em 10 países europeus, num total de 370 colónias. Os resultados obtidos divergiram de acordo com o modo de aplicação do ácido oxálico, contudo dois deles são demasiado promissores para não lhes dar atenção: “A eficácia do enjaulamento da rainha dependeu do modo de aplicação do ácido oxálico e variou de 48,16% a 89,57% de remoção de ácaros. As maiores eficácias foram alcançadas com gotejamento de solução a 4,2% (89,57%) e com a sublimação de 2 g de ácido oxálico (média de 88,25%) no período sem criação. […] Concluímos que a aplicação adequada de um dos métodos de interrupção de criação descritos pode contribuir significativamente para um controle eficiente de Varroa e para a produção de produtos apícolas atendendo aos mais altos padrões de qualidade e segurança alimentar. […] Embora os apicultores possam ficar preocupados com os efeitos negativos do enjaulamento de longo prazo naa rainha, nenhum aumento da mortalidade de rainhas devido ao tratamento de enjaulamento foi observado durante as duas estações da experiência. […] O controlo da Varroa com a técnica de enjaulamento da rainha durante o início da estação (final do inverno/início da primavera) foi capaz de reduzir a taxa de infestação sem causar repercussões negativas na colheita de mel ou no desenvolvimento e desempenho sazonal da colónia. Além disso, o enjaulamento da rainha pode ser utilizado como técnica para controlar o desenvolvimento da colónia ao longo do ano, por diversos motivos, como regular o desenvolvimento da colónia de acordo com o fluxo de néctar ou para controlar a enxameação. […] O enjaulamento oportuno da rainha, considerando a floração do fluxo principal de verão, poderá libertar parte da força de trabalho das abelhas que cuidam da criação para se dedicar à coleta de néctar. Infelizmente, os efeitos das técnicas testadas na produtividade do mel não foram medidos no nosso estudo. Um efeito positivo da remoção de crias durante o fluxo principal na colheita de mel nos 14 dias seguintes foi relatado na Alemanha (Buchler & Uzunov, 2016), mas as diferenças regionais e sazonais devem ser consideradas.[…] Um fator importante que limita a adoção generalizada destes métodos pode ser o tempo necessário para localizar a rainha e o nível individual de experiência necessário para lidar com a rainha. No nosso estudo, com um grupo heterogéneo de pesquisadores com diferentes níveis de experiência em apicultura e sob condições de apicultura variáveis, uma estimativa média realista de menos de 20 minutos é a estimativa para o tempo de trabalho necessário para aplicar o método de gotejamento de solução a 4,2%.

fonte: https://www.researchgate.net/publication/343181331_Summer_brood_interruption_as_integrated_management_strategy_for_effective_Varroa_control_in_Europe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.